16 de outubro de 2013

Falta-nos dignidade e Respeito



Ontem foi dia dos professores. 

Ouvi e li algumas reportagens sobre nossa profissão. Algumas políticas, abordando questões sobre falta de plano de carreira, baixos salários, falta do tempo para o estudo, etc....Outras matérias abordaram o assunto de forma tão poética que quase chorei. Nos jornais acompanhei a manifestação dos professores pelo Brasil, reivindicando o JUSTO, aquilo que ficou esquecido,aquilo que foi jogado fora: "A dignidade e o respeito pelo professor".

Não há profissional no Brasil e no mundo que não tenha iniciado seus estudos com a ajuda de um professor No entanto, esse profissional está em falta. De acordo com a diretora-executiva do movimento Todos pela Educação, Priscila Cruz, a atratividade da carreira só será possível com mudanças estruturais que ofereçam ao professor um salário inicial atraente, a valorização social da profissão e melhores condições de trabalho. 

Atratividade da carreira docente no Brasil, 2009 pela Fundação Carlos Chagas, pesquisa realizada em 18 escolas públicas e particulares, em oito cidades de grande ou médio porte nas cinco regiões do País com alunos do 3º ano do ensino médio, totalizando 1.501 respostas. De acordo com os participantes:
  • 67% sequer consideram a hipótese de seguir a carreira docente
  • 52% já pensaram em ser docentes, mas comente  
  • 39% querem ser professores

Segundo o relatório final da pesquisa, os jovens que pensaram em ser professores e desistiram apontam a baixa remuneração como o fator decisivo para a escolha. Alguns alunos acreditam até que a profissão de docente está fadada ao desaparecimento. Matéria na integra aqui
Eu apoio todas as manifestações, pois acredito que é possível mudar uma profissão tão digna e tão humana.                                                                        
 Só posso dizer que não há um professor que                                                                                       não o seja, senão por amor. 
E amor é o que nos faz trabalhar a cada dia, planejar nossas aulas, pegar na mão de cada criança para ensinar as primeiras letras. Espero e sonho com o dia que nossa profissão será mencionada como a mais importante e digna, mas não só em palavras, com fatos. 
Beijocas
Cris Chabes

3 comentários:

Beth/Lilás disse...

Olá, Cris!
Primeiramente, meus cumprimentos, minha admiração por você e sua bela profissão.
Seu post de hoje está entrelaçado ao meu, acabei de fazer um post sobre,justamente este enorme problema que estamos vivenciando em nosso país e as reações que estão acontecendo e que temos que apoiar, senão veremos um país derrotado, entregue aos abutres da política e da corrupção.
Gostaria de ter seu comentário em meu post também, ok,
um grande abraço carioca e parabéns pelo dia do mestre!

Brenda Kayene disse...

Se Deus quiser esse dia há de chegar.
Mais triste que o salário baixo, deve ser a falta de respeito.
Parece que ninguém para mais pra ouvir o professor, muitos alunos tb não estão ligando.
Não sei como está agora, mas na época em que eu estudava, cansei de ver professores tentando explicar da melhor maneira possível e muita gente de conversas, risadas... É triste.
Deveria ser o profissional mais remunerado.

Sorte (e justiça) pra vcs!
Abraços!!

Toninha Borges disse...

Vai chegar um tempo que professor será coisa do passado.
Terão que vir de fora.
Bju