12 de maio de 2013

Para sempre


Para Sempre

(Carlos Drummond de Andrade)


Imagem daqui.

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.


Nesse dia em que comemoramos o dia das mães escolhi esse poema de Carlos Drummond para homenagear  as mães do “ Educação em foco” desejando muitas alegrias, saúde e as bênçãos de Deus para todas!
Anne Lieri




imagem daqui

8 comentários:

Donetzka Cercck Lavrak Alvarez disse...

Que lindo poema,amiga!


Feliz Dia das Mães!

Beijos

Donetzka

melissa disse...

Maravilhoso! Amei!

Letteia Bispo disse...

Oie...
Vim desejar um feliz dia das mães
Bjus
http://segredosdaluma.blogspot.com.br/

Débora Alves disse...

Lindo Poema!!!


Estou "inaugurando" o meu BLOG MUADIÊ, para contar os melhores momentos, histórias, aventuras, dramas, dicas da mamãe do HEITOR e interagir com o mundo das mães blogueiras. Dá uma passadinha lá:
WWW.MUADIE.COM

Beijinhos

Toninha Borges disse...

Obrigada pelo carinho Anne Lieri e desejo de coração o mesmo a vc.
bju

Genis Borges disse...

Para este dia, nada melhor do que uma poesia... mães poderiam mesmo serem eternas... Bjus! ♥

Anne Lieri disse...

Obrigada meninas pelos comentários e fico feliz que tenham gostado da escolha!bjs,

cris chabes disse...

Linda poesia, Feliz dia das mães para vocês.