19 de maio de 2013

Educação sexual na educação infantil


Educação sexual na educação infantil

(Anne Lieri)




imagem daqui.

Quando falamos em educação sexual nas escolas, imediatamente aparecem as pessoas que são contra.

Confesso que eu também era mas, quando fiz o curso de educação sexual para educação infantil, compreendi o quanto é importante essa orientação nas escolas.

Passei para minhas colegas tudo que aprendi e tivemos resultados incríveis com nossos alunos!

Considero benéfico esse curso para as crianças, desde que os professores tenham tido uma orientação.

Eu trabalhava com crianças de seis anos e tinha um sério problema na sala: a curiosidade quanto ao gênero sexual.

Os meninos corriam atrás das meninas, levantavam suas saias, as perseguiam no banheiro... era um inferno!

Através de histórias específicas sobre o assunto e com abordagem apropriada para a idade, expliquei as diferenças e... pasmem! Acabou o problema!

Satisfeita a curiosidade, a criança se sente tranquila e não quer saber mais. Fica satisfeita e o assunto se torna banal.

Ninguém vai passar para os alunos, filmes de relações sexuais!

Infelizmente muitos pensam assim e, é muito importante uma reunião explicativa para os pais antes de começar.

A educação sexual proporciona um conhecimento melhor do próprio corpo, o respeito ás diferenças, o aumento da autoestima, dentre outras coisas.

Quando uma criança aprende que o corpo é seu e ninguém deve manipulá-lo sem a sua permissão e desejo, trabalhamos a prevenção da pedofilia, comum em toda parte do país.

Por este motivo, precisamos nos libertar de preconceitos, conhecer o assunto e saber como será ministrado, antes de nos posicionar contra alguma coisa.





11 comentários:

✿ chica disse...

Muito bem trazido esse tema e temos que alertar, mostrar as diferenças , como fizeste. Assim, sabedoras de tuido, podem seguir crianças... Adorei! beijos,chica

Renata Diniz disse...

Anne! Foi muito bom ler a sua abordagem e experiência sobre o assunto. Pois, eu cheguei a pensar que não fosse legal para a criança. Concordo com você, a informação é que nos liberta do preconceito. Gostei muito de me informar aqui. Beijo!

Ana Bailune disse...

Olá! Eu acho que a educação sexual das crianças deveria ser feita pelos pais, em casa. Porque cada um tem a sua religião, a sua maneira de ver as coisas. Infelizmente, hoje em dia os pais tem muito pouco tempo para fazer isso, então, as escolas suprem esta necessidade. Mas continuo achando que deveriam ser os pais.

Erica Bosi disse...

Concordo com você. Observamos esta curiosidade desde a Creche e quando chega a fase de 6 e 7 anos ela aumenta. É preciso ensinar sim, falar abertamente para protege-los de futuros problemas.

http://www.educasempre.com/

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Bem, sou leigo e não posso opinar muito. Independente disso concordo com você, só é preciso tomar com a banalização, com a vilgarização, mas deixando nas mãos de gente competente e responsável, sou a favor sim. Parabéns.

Donetzka Cercck Lavrak Alvarez disse...

Realmente,Toninha.

A Esducação sexual nas escolas faz com que haja um entendimento sadio por parte das crianças que não verão seus órgãos como algo impuro ou feio.

Excelente publicação,amiga.

Beijos e lindo domingo

Donetzka

Beatriz Paulistana disse...

Boa tarde Anne!!!
Vim ler seu post e conhecer esse cantinho super lindo!!!
Adorei ler e concordo com você.
Trabalho com crianças de cinco, seis anos e realmente estão na fase de muita conversa...
Sempre gosto de falar a verdade, usar as palavras corretas, nada de apelidos, nomes ditos mais bonitinhos...quando trabalho direcionado para o corpo observo que as crianças aprendem e passam a valorizar o próprio ser e a ter mais cuidado na forma de agir diante de demais amiguinhos...
Tenha você e as demais meninas deste blog, uma nova semana repleta de realizações...
Bjokas...da Bia!!!

Mãe de três disse...

Nossa Anne falou tudo! Como eu queria que os meninos tivessem tido educação sexual na escola, confesso que me sinto bem perdida quando o assunto é explicar o porque eles não são gays, pois é os meninos já me saíram com essa, e mais querem ver e pegar nas partes da irmã, e eu converso, digo que é diferente, que ela é como eu e que eles são como o pai, que não devem mexer, assim como eles não devem deixar ninguém mexer nas partes deles, ufa!
É seria bem bom se eles tivessem esse ensinamento por alguém capacitado.
Muito bom o texto, uma ótima semana, Cynthia.

Toninha Borges disse...

A Educação Sexual na escola é fundamental para desfazer mitos.
Parabéns Anne pela postagem.
Bju
Toninha

Anne Lieri disse...

Obrigada a todos pelos comentarios!Continuarei retribuindo as visitas!bjs,

cris chabes disse...

Acho a educação sexual necessária desde a Educação Infantil.
Ano passado estava com uma turma de segundo ano e as meninas começaram a reclamar que os meninos ficavam tentando entrar no banheiro delas.
Um dia formei a fila depois do recreio e levei os meninos para uma visita ao banheiro delas. No principio eles não queriam entrar, mas depois ficaram curiosos e acabaram vencendo a timidez. Fiz o mesmo com as meninas e o mistérios terminou. Eles acabaram percebendo que banheiro é tudo igual e que não havia nada de diferente. Pararam de entrar.
Para cada situação há sempre uma conversa necessária.
Beijocas
Cris Chabes