3 de abril de 2013

Valorizar a Regionalidade

Este ano recebi em minha turma uma aluna que morava no Tocantins, o mais novo estado brasileiro.
imagens do google
Ela está há poucos meses em São Paulo, morando com os pais e dois irmãos. Parte da família continua no Tocantis com os avós. 
Conversamos muito durante uma aula de educação física, em que ela não fez por estar sem tênis. Adorei nossa conversa. 
A cultura de um povo é marcada por particularidades regionais e nem podemos imaginar essa cultura do ponto de vista de uma criança.
Vou transcrever parte da nossa conversa. Deliciem-se!!!

cupuaçu
  • Você está gostando de São Paulo?
  • Sim, mas é tudo diferente. Aqui não posso correr na rua, não tem espaço e é perigoso.
  • Onde você morava como era?
  • Morava em uma cidade longe da capital do Tocantins, lá não tinha emprego para meus pais e sempre comíamos arroz. Então fomos para a capital morar com minha avó e lá era melhor. Tinha um terreiro cheio de pés de frutas. 
  • Qual sua fruta predileta?
  • Tem muitas, mas sinto falta de "cupu" (cupuaçu). Aqui é muito caro, só tem na feira. Lá eu pegava no pé e fazia um suco.
  • Que gosto tem?
  • Você nunca comeu, prô?Tem um gosto azedinho, mas com açucar é uma delicia.
  • Não!
  • Você conhece "Murici"? (lembrei da personagem da novela, mas não falei)
  • Não! 
murici
  • Nossa. Você conhece "Ingá"?
ingá
  • Não! São frutas também? 
  • Sim e são gostosas. - ela riu. (Ela falou outros nomes que não me lembro, fiquei com vontade!)
  • O que mais você gosta de fazer lá? (tentei mudar o assunto das frutas, para descobrir mais sobre a cultura da região)
  • Gosto de comer bolo da minha avó. 
  • Do que é o bolo? 
  • Ela faz um monte de bolo gostoso. 
  • Se um dia eu for ao Tocantins, quero conhecer sua avó e comer bolo e tomar esse suco.
  • Eu vou voltar para lá no final do ano.
  • Por que?
  • Aqui tem emprego. Meu pai ficou desempregado e já arrumou outro no dia seguinte. Mas é difícil pagar as contas também. Eu moro com meus pais e meus irmãos. Ano que vem eles vão trabalhar e minha mãe não quer que eu fique sozinha. Então vou ficar com minha avó até crescer mais. 
  • Nossa, vou sentir saudades, mas vou poder conhecer o Tocantins se você estiver lá para me receber.
Nossa conversa parou por aí, pois a aula havia terminado.
Eu fiquei com essa conversa no pensamento e no coração. Como uma criança tão pequena (8 anos) vê o mundo tão cheio de significados? Beleza? Simplicidade? Dificuldades? Alegria?
imagem do google
                                                                       
Conhecer e falar sobre as regionalidades aproxima os brasileiros. Aproxima as pessoas. Aproxima o real e o imaginário. Aproxima o aluno e a sua vontade de conhecer. Naquele momento era ela quem estava me ensinando.

Ainda vou desenvolver um trabalho com minha turma sobre isso, mas neste momento estou digerindo toda essa pureza e riqueza do povo brasileiro sobre o olhar tão singelo de uma criança.

imagens do google
                                                        

Beijocas a todos
Cris Chabes

14 comentários:

Desirée Tapajós disse...

Cris,

Nossa que legal verificar uma professora tão sensível ao uma realidade diferente,essa sua aluna é muito especial, realmente aqui no norte nós temos frutas tão diferentes e tão deliciosas (maracujá do mato, cupuaçu (creme de cupuaçu é uma verdadeira delicia), buriti, açaí (que muito diferente do tomado do restante do país, pois nosso forte, quase uma papa entre outras muitas frutas) os peixes (matrinxã, tambaqui etc. ) Enfim na alimentação é muito rica e diferente mas é lógico que nossa diferença não se resume simplesmente a alimentação, mas fala, aos costumes e muitas outras coisas.

Adorei seu post :).

Tri-beijos Desirée
http://astrigemeasdemanaus.blogspot.com/

Vanessa Gonçalves Vieira disse...

Muito significativo teu post Cris!
parabéns pela sua iniciativa!
Essas aproximações são maravilhosas e só nos fazem aprender mas sobre a vida!

Beijocas!

Toninha Borges disse...

Menina eu conheci a fruta de cupuaçu e de açaí lá no Maranhão e no Pará.
Uma delícia... as outras duas ainda não tive o prazer de experimentar.
Bju Toninha

cris chabes disse...

Olá meninas agradeço o carinho e participação neste post. Realmente essa história me emocionou muito pela simplicidade na conversa e riqueza de experiências vividas.
Beijocas
Cris Chabes

Anne Lieri disse...

Cris,que história mais bonita,menina!Nada como um bom papo fora da sala de aula pra conhecer melhor os alunos!Parabéns por sua maneira de conduzir a conversa e nos trazer tantas preciosidades regionais!bjs,

Evanir disse...

Fiquei feliz em conhecer mais esse cantinho
como é bom uma conversa de vez em quando.
Uma postagem de grande significativo muito bom aprender
estou aqui atrás do Google enviado pela querida Anne.
Um beijo linda noite,Evanir.

Genis Borges disse...

Cris, adoro seus depoimentos, eu viajo totalmente e fiquei sentadinha do lado de vcs duas, imaginando cada pergunta e cada resposta.
Olha, eu só conheço a Murici da novela tb...rsrs
Que delícia ter essas experiências e que simplicidade linda de vcs duas.
Bjus, Genis

cris chabes disse...

Olá Desirée entrei no seu blog e já deixei um recado. A vontade é de conhecer cada cantinho do nosso país e olhar para cada criança perguntando como é o seu lugar?
Beijocas
Cris Chabes

cris chabes disse...

OLá Vanessa a criança nos ensina muito basta tempo pra aprender com elas.
Beijocas
Cris

cris chabes disse...

Olá Toninha ainda espero conhecer um pouco mais do Brasil e essas comidas maravilhosas.
Beijocas
Cris Chabes

cris chabes disse...

Pois é Anne falta é tempo para nós professores dedicarmos um pouco mais de atenção a cada história de cada aluno. Descobriríamos um mundo fantástico.
Beijocas
Cris Chabes

cris chabes disse...

Olá Evanir, seja bem vinda.
Aqui aprendemos juntas, dividimos experiências, compartilhamos emoções e um pouco do nosso trabalho.
Falar sobre educação é sempre bom
Beijocas
E volte mais
Cris Chabes

cris chabes disse...

Pois é minha amiga, é como me sinto quando publica uma aula sua. Eu viajo e entro na sua sala. Lá aprendo um pouco mais e fico feliz com a linda professora Genis.
kkkkkkk Poís é a Murici.... Eu falei para o meu marido me levar no mercadão central para conhecer essas frutas.....Ainda não fomos, mas quando esse dia chegar conto pra vcs.
Beijocas
Cris Chabes

Anônimo disse...

É uma delícia, CUPUAÇU com leite e gelo. Conheço porque sou de Rondônia e lá tem muitooooo grande beijo!