22 de fevereiro de 2013

A difícil arte do hábito da leitura

Como professora de História, deparo-me com muitos estudantes que apresentam dificuldades na hora de apresentar textos ou respostas de provas e exercícios. Essa situação me deixa muito incomodada, e frequentemente recorro às minhas amigas professoras de Língua Portuguesa para pedir ajuda.

A boa escrita, na minha opinião, é um trabalho interdisciplinar dos mais importantes. E esse fato não é reconhecido, seja por estudantes, ou até pelos próprios professores. Se vivemos em um país que fala e escreve português, os estudantes devem fazê-lo bem em todas as disciplinas do currículo escolar. Além disso, enfrentamos um sério problema com a caligrafia, um sofrimento, pois somos obrigados a "decifrar" o que as crianças escrevem, o que nos toma um tempo maior ainda nas leituras e correções.

Uma receitinha simples nos ajuda de uma forma extraordinária: o hábito da leitura. Tenho alunos que adoram ler, vivem carregando um livro (infelizmente, são cada dia mais raros). Esses alunos, obviamente, tem um vocabulário mais desenvolvido e uma redação muito melhor. E, acreditem, são alvos de piadinhas dos colegas, chamados de "nerds" por gostarem de livros e não de games e computadores.

Eu tenho consciência de que não podemos atingir a todos, que sempre existirá alguém que não gosta de ler. O hábito da leitura é adquirido pelo exemplo: se a criança vê os pais fazendo, certamente ficará curiosa e começará a fazê-lo. Adoraria ter mais pais como o de uma aluna que está no 9º ano, que possuem um quarto em casa com muitos livros e sempre a incentivam a ler. Como não tenho esse cenário "ideal", procuro fazer a minha parte também: sempre que posso, levo livros para a sala (previamente lidos, para saber se a linguagem é adequada à faixa etária) e os indico para os alunos. O simples fato de mostrar e ler alguns trechos, faz com que alguns comprem, leiam e gostem.

Gostaria muito de montar algum projeto que relacionasse leitura de livros às aulas de História. Se alguém tiver uma sugestão, para trabalho com 8º e 9º ano, agradeço! E se alguém quiser relatar sua experiência, mesmo que seja com diferentes séries, fique à vontade para utilizar esse espaço.

Muito obrigada e bom fim de semana!
Elaine


12 comentários:

Genis Borges disse...

Oi Elaine, o hábito de leitura está cada dia mais escasso mesmo, mas podemos pensar em algum projeto de leitura associado à tecnologia, quem sabe desperte interesse nos alunos!
O que vc acha da ideia.
Bj grande, Genis

Elaine Cristina Serrano Pirolo disse...

Oi, Genis, gostei da ideia, já tinha até pensado em algo do gênero, mas não sei por onde começar, não estou conseguindo desenvolver nada.

Beijo!
Elaine

Clarice Moreno disse...

Olá Elaine tudo bem, estava lendo sua postagem, e realmente amiga, leitura nos tempos atuais entre as crianças e adolescentes não vemos em uma boa parte deles. Sabe Elaine eu não diria hábito de ler, sabe por quê? Eu sempre gostei muito de ler, e isso era e é até hoje visível aos olhos de meus filhos, mas dos quatro que eu tenho apenas dois gostam de uma boa leitura. Um dos meninos sempre teve dificuldades na leitura e consequentemente na escrita. Tive que estudar sempre com ele, sabe como, lendo toda a matéria, ele ouvindo, e eu também explicando, só assim mesmo para ele entender e tirar nota boa. História é uma das disciplinas que eu mais gosto, mas exige muita leitura, entendimento e acontecimentos dos fatos, talvez uma aula mais dinâmica, até mesmo teatralizando alguns fatos da história, acredito que os alunos com dificuldade na leitura, iriam similar melhor o assunto, e responderiam com suas próprias palavras o que entenderam. Penso que como é uma aula muito teórica, fazendo assim eles vão gravar na memória e não vou esquecer o aprendizado, o conhecimento. Amiga, falo isso tudo por mim, sem nenhuma pretensão em falar por vocês educadores, que é uma profissão que admiro muito, é só uma ideia.
Abraços e boa sorte
Clarice Moreno

Toninha Ferreira disse...

Desde muito cedo ouço pais dizendo que tem que decorar pra saber responder as questões de prova.
E História é uma dessas disciplinas.
O que eles não sabe, que para entender é preciso compreender.
O gosto pela leitura deve ser introduzida desde cedo. E pegar esses adolescentes agora e obrigá-lo a adquirir o hábito de ler é complicado. mas pra tudo tem jeito. Basta descobrir o caminho e seguir.
Toninha

Chris Ferreira disse...

Oi querida,
Adorei o post. Nada mais importante do que o hábito da leitura para formarmos grandes cidadãos.
Beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

Elaine Cristina Serrano Pirolo disse...

Oi, Clarice, tudo bem? Sobre a questão das aulas serem dinâmicas, eu tenho essa prática há algum tempo, inclusive meus alunos reconhecem isso e dizem que a matéria acaba se tornando mais fácil. E eles respondem às provas com suas próprias palavras, eu incentivo isso, eu não quero que ninguém decore nada, não é mais assim.
A questão da falta do hábito de leitura me preocupa, pois, quem não tem essa atividade em sua rotina, apresenta dificuldade de interpretação de texto e de elaboração de respostas, relacionar fatos, conceitos, mesmo com suas palavras. Eu digo aos meus alunos: não é ler um livro de um historiador difícil de entender. Se você não tem esse hábito, leia algo de seu interesse, para começãr: pode ser a página de esporte do jornal, uma crítica sobre um filme que você quer ver, o manual de instruções do seu celular, uma receita de um bolo gostoso, qualquer coisa é válida para iniciar. Assim, você pega gosto pela leitura e isso irá ajudar, não só em História, mas em todas as disciplinas. Por isso que eu estava pensando em montar algum projeto.
Mas gostei muito de ler o seu ponto de vista. As mães precisam ter esse contato com os professores, nós precisamos saber o que acontece em casa, para tentar ajudar o aluno da melhor forma possível, com o auxílio dos pais.
Obrigada pela participação!
Elaine

Elaine Cristina Serrano Pirolo disse...

Com certeza, Toninha! E como eu disse para a Clarice, não é só leitura teórica, é ler aquilo que está relacionado a um assunto que a criança tenha interesse. Se ela gosta de dinossauros, por exemplo, os pais podem comprar livros, ler com os filhos, discutir sobre o assunto. Eu acho legal fazer isso. Agora, com adolescentes, a coisa é mais complicada mesmo. Mas vamos encontrar um caminho.

Elaine Cristina Serrano Pirolo disse...

Cidadãos questionadores, participativos, que usem seus argumentos a favor de boas causas, não é Chris?
Adorei seu blog!

Vanessa Gonçalves Vieira disse...

Olá Elaine!

Que bacana teu post.Ler é então uma das mais importantes habilidades que podemos desenvolver na vida.Ela nos abre caminhos incríveis. Inter´retar, discutir... Sair da posição de cidadão para ser cidadão crítico só é possível através da leitura. que seja de um gibi, que seja de um jornal, mas que seja sempre e agradável!!!

Adorando teus posts.
Um beijo enorme pra pra ti!

Elaine Cristina Serrano Pirolo disse...

Obrigada, Vanessa! O primeiro passo é fazer a leitura ser agradável mesmo, só assim os alunos começam a gostar.
Beijo!

melissa disse...

Incentivo a leitura desde que Bia era bebê, acho que ela tem mais de cem livros e toda noite antes de dormir lemos alguma coisa juntas! Hoje vejo a consequencia disso,filhota escreve super bem e com poucos erros de ortografia! Logo,logo ela vai ser minha parceira no blog!

Elaine Cristina Serrano Pirolo disse...

Que legal, Melissa, essa é a consequência mais do que positiva de se ler desde pequeno. Com certeza, a Bia será uma grande parceira!

Beijo!