29 de abril de 2012

10 anos: Lei de LIBRAS, você sabia?

Olá pessoal,

Hoje gostaria de conversar com vocês sobre a Língua Brasileira de Sinais. Sempre tive curiosidade sobre esta língua e neste semestre estou aprendendo seus fundamentos. Já sabia de sua importância, principalmente em ambientes escolares, mas agora tenho mais ciência ainda de como é importante que todos saibam.



Há dez anos a Lei  10.436 foi promulgada tornando a  LIBRAS oficial. Três anos depois tivemos a publicação do Decreto 5626/2005 que  regulamenta esta lei. Sobre este decreto gostaria muito de compartilhar com vocês o Art. 9º


Art. 9o  A partir da publicação deste Decreto, as instituições de ensino médio que oferecem cursos de formação para o magistério na modalidade normal e as instituições de educação superior que oferecem cursos de Fonoaudiologia ou de formação de professores devem incluir Libras como disciplina curricular, nos seguintes prazos e percentuais mínimos:

        I -  até três anos, em vinte por cento dos cursos da instituição;

        II -  até cinco anos, em sessenta por cento dos cursos da instituição;
        III -  até sete anos, em oitenta por cento dos cursos da instituição; e

        IV -  dez anos, em cem por cento dos cursos da instituição. 

E então... Dez anos depois... Será que temos esta Língua 100% difundida em nosso país? Por certo que não, mas já tivemos grandes avanços. Diversas Universidades já incluíram a LIBRAS em sua Matriz Curricular e com passos pequenos estamos aprendendo a valorizar e respeitar as pessoas surdas/ Surdas. 
Estou compartilhando aqui no blog estes pensamentos, pois creio que nós professores somos agentes de mudança e muito podemos fazer para que esta Língua tenha mais acesso.

Compartilho com vocês também este vídeo. Que foi publicado pela Pantene em um comercial Tailandês.  Mas mesmo sendo um comercial nos faz refletir bastante sobre o respeito, a companhia e a persistência que precisamos e devemos ter uns com os outros. 

Vejam:



E você tem algum acesso à LIBRAS, convive com algum surdo? O que pensa sobre este assunto? 


Registre sua ideia.

Semana que vem retornaremos a este assunto
Beijo Grande e um ótimo Feriado a todos!
Ass.: Vanessa Vieira


27 de abril de 2012

Projeto de Leitura

Esse é o BOBI, um amigo da nossa sala que visita a casa dos alunos, cada dia um.
As crianças levam um livro para ler para o BOBI e depois registrar um relato do que entenderam da história.
Além disso as crianças contando suas aventuras com ele. Me contaram que ele adora salsicha, chocolate, e macarrão. Também adora brincar de corre corre e aprender a jogar video game. 
O BOBI já foi a festa de aniversários e shoppings.

Na verdade esse é um projeto de leitura que incentiva as crianças a gostar de ler e adquirir repertório para a escrita.  Inseridos no mundo da imaginação eles relatam os fatos e adquirem repertório para a escrita. Em outros anos esse projeto rendeu grandes histórias e as famílias ficaram muito felizes por seus filhos tomarem o gosto pela leitura.

Olhem aqui a foto do BOBI e um relato da criança.
Beijocas
Cris Chabes




24 de abril de 2012

Rotina para Deficientes visuais



Vejam como podemos que em cada momento a criança com necessidades especiais possa participar de tudo, na rotina a ideia é aproximar dos combinados do dia e deixar menos ansiosa a criança que é cega ou que tem visão subnormal.
Construa essas plaquinhas com eles com objetos que representem os momentos diversificados de atividades e que sejam objetos significativos, através do tato eles vão reconhecendo os objetos e inter relacionando com as atividades e/ou o momento delas.
A turma toda participa e quem é vidente pode representar o momento com figuras ou desenhos que simbolizam aquele momento, vejam quanta coisa a educação especial indica para que todos se sintam incluídos e que proporcionem muitas atividades desenvolvendo mais habilidades do que somente as que temos nos objetivos propostos.
Aproveitem adaptem o material!
Ninguém perde na sala de aula somente temos que ter um jogo de cintura e ser flexíveis ao ponto de mudarmos estratégia e interagir a turma toda com o mesmo momento, pense sempre dá certo!



 ..............................................................................................................
Quer participar do  blog Educação em Foco?
Nos envie uma postagem!
Coloque seu conhecimento na Rede!
Divulgue seu trabalho!

22 de abril de 2012

Pensamentos versados sobre nossa Educação


Google imagens


Um cantar à Vanessa Vieira e a todos educadores!

E onde o Gênero é Humano, uma mão sempre poderá ser o caminho de amor ao próximo

e “Caminante no hay camino. Se hace camino al andar..." nos sopra um poeta, Antonio Machado.
Portanto, com ele canto
:
Educar é viajar com os que buscam aprender
e no caminho sentir e trabalhar a própria transgressão.
Educar é perceber-se múltiplo
semente além da própria pele.
Educar é ser maestro
compor, interagir com e para alguém.
Educar é transformar, transformando-se.
Educar é afinar-se ao tempo que está no caminho,
percebendo-se ponte e travessia em mudanças.
Educar é reconhecer a mão...
E a mão que educa pega o trem ao caminhar
A mão que educa é caminho, busca e partilha
fragmentos entre teoria e prática.

A mão que educa não só carrega a mala,
reflete para onde e com quem viajará, mesmo que só tenha bilhete de ida.

A mão que educa é uma passagem verdadeira e tem duração
tem validade e feito vida não é eterna, se refaz ao andar...




E hoje compartilho com vocês estes belos versos. de Carmen Pressoto. Uma Poetisa sensível  que sempre me encanta com tuas palavras. E mais,  mostra-se sempre preocupada e com um olhar atento ao mundo que a rodeia!
Beijo Carmen 

20 de abril de 2012

Alfabeto diferente

Todos os anos nas salas de alfabetização os professores organizam as listas com nomes dos alunos, regras e combinados, painel de aniversariantes, calendários e etc.
Este ano na escola uma professora montou com os próprios alunos um alfabeto diferente. Cada criança levou para casa um saquinho com uma letra do alfabeto e eles deveriam trazer um objeto que começasse com aquela letra. Essa tarefa rendeu oportunidades de produção de listas, de adivinhas, etc...
O saquinho já foi mais de uma vez para a casa das crianças, com o cuidado de mudar a letra para a criança.





Olhem que graça ficou.
















                                                                                                                            Vale a ideia
 Beijocas
 Cris Chabes







17 de abril de 2012

Chove chuva, chuva chove, chove pra chuchu... Quanta coisa podemos fazer em dia de chuva...


Nossa manhã foi de muita chuva...
Chovia lá fora...
E na sala também...
Calma gente!
Não se assuste equipe diretiva...
Não era goteira...
Era chuva de faz de conta...

Quanta coisa podemos fazer em dia de chuva, não é mesmo?
Com a música Noé do Palavra Cantada, rasgamos papel, depois fizemos uma deliciosa chuvinha... foi divertido!

Além disso, desenvolvemos a motricidade fina e ampla, estimulamos a imaginação, o faz de conta, o lúdico, a musicalidade...



E ainda colamos a nossa chuvinha.

Música: Noé - CD Mil pássaros.

Chove chuva, chuva chove, chove pra chuchu
Chove chuva, chuva chove, chove pra chuchu

O velho Noé e a bicharada
Navegando ao léu em sua arca

Chove chuva, chuva chove, chove pra chuchu
Chove chuva, chuva chove, chove pra chuchu

Um dia chegou
Que a chuva parou
E o sol tudo secou
E era...
tanta água



 E ainda tivemos tempo para brincar na água com os barquinhos de papel que fizemos.
Como é bom ser criança!



 ..............................................................................................................
Quer participar do  blog Educação em Foco?
Nos envie uma postagem!
Coloque seu conhecimento na Rede!
Divulgue seu trabalho!

16 de abril de 2012

Ler por prazer

A leitura sempre esteve presente em minha vida, adorava ler de tudo, jornais, revistas e principalmete livros! Lembro que na minha época de estudante, li a coleção inteira "Só para gostar de ler" e lia muito, apenas pelo prazer de ler!

Minha filha acabou seguindo o mesmo caminho e vira e mexe procura algo diferente para ler, esta semana leu um livro de receitas e depois começou a ler uma bíblia infantil! Ela ainda tem 6 anos, mas seu conhecimento literário é muito grande!

Incentivo muito a leitura no dia-a-dia de meus alunos, leio tudo que é possível de se ler! Longe de cobranças de interpretação de textos, de perguntas óbvias, estimulando apenas o gosto por essa viagem tão incrível!

Os pequenos gostam de livros cheios de imagens, mas já trouxe textos sem ilustração  nenhuma e eles logo já foram falando:  "Ahhhhh, não tem desenho?" e eu pedi que enquanto eu estivesse lendo o "que estava escrito ali" era para eles imaginarem, criarem os desenhos na sua cabeça! Eles entraram na brincadeira e foi sensacional...após a minha leitura cada um desenhou a história do seu jeito!

Trago como indicação de leitura hoje, a coleção  "Corpim" de Ziraldo que exploramos muito no projeto "Tudo bem ser diferente" e foi um sucesso!!