2 de dezembro de 2012

Professor não sabe tudo


Estava a professora a explicar e conversar com os alunos sobre a proteção do meio ambiente. Lá para as tantas um aluno pergunta de onde vem os furações. E lá está a professora a buscar em segundos na mente de onde vem os tais furacões. sim, ela sabe o que são furações, mas não sabe para explicar, porque não estudou para dar aulas sobre furações... 

Depois de lembrar fez algumas considerações sobre os furações tais como a velocidade do vento, as chuvas... E, para não deixar dúvida pediu a curioso que aguardasse até o dia seguinte, pois ela procuraria mais elementos sobre o assunto para lhe dar em resposta.  

Já ia seguindo o assunto quando lá de traz surge uma voz de um pequeno que há algum tempo estava com o dedinho levantado:
- Professora, é que eu queria saber sobre as Tsunamis...

Silêncio na sala, novamente as buscas nas memórias, mas ela só lembrava que alguns casos eram causados pelos abalos sísmicos. Comentou sobre o assunto e falou sobre as placas tectônicas que causam os terremos e... 
 - Professora, sabia que a placa tectônica enverga quando o choque entre elas é forte? Isso é verdade?

A professora saiu da aula, foi para casa e pôs-se a pensar sobre o ocorrido. Mas ela só queria falar sobre o meio ambiente! E agora teria que sair procurando sobre todos aqueles assuntos, porque não tinha dado conta das perguntas dos alunos.

Das outras vezes levou um caderninho e a cada pergunta nova anotava para dar a resposta na aula do dia seguinte. Foi aprendendo com eles que o barato da aula é realmente aprender.

Fim
Escrito por Vanessa Vieira


Obs.:  Apenas duas pessoas responderam o questionário de semana passada., por isso não consegui trazer as avaliação que havia pensando. Agradeço muito a colaboração de todos. que participaram. Trago esta pequena crônica para pensarmos  sobre esta necessidade de sermos  cada dia mais  os autores de nossas práticas. 

Beijo e uma ótima semana a todos!

4 comentários:

Prô Cris Chabes disse...

Fantástico Vanessa
Eu já passei por isso quando atuei com uma 4a.série.
Realmente é muito difícil responder a todas as questões e eu costumo usar um argumento que é "Professor não sabe tudo". Assim dou uma folga para pesquisar.
Acho sim que quando vamos abordar um tema é preciso pesquisar tudo que pode estar relacionado a ele.
Estou como professora da alfabetização há muito tempo e nem sei mais como explicar acentuação.
É preciso estudar sempre
Beijocas
Cris Chabes

Erica Bosi disse...

Gostei da sua crônica Vanessa. Na escola ensinamos e aprendemos. Temos que estar em constante pesquisa.
Mas cá entre nós, as crianças pensarem que sabemos tudo pode ser natural, mas adultos que pensam assim são bem ingênuos, não é mesmo?
Certo dia minha amiga me disse que eu tinha que ter letra bonita e saber escrever tudo corretamente porque sou professora.
Bem que gostaria, mas todos somos limitados em certo ponto. Sabemos mais sobre isto e menos daquilo, isto é natural para todo ser humano. Todos estamos em constante aprendizado.

Tatiane Rosa Domingues disse...

Acho que a vida é assim. Cheia de surpresas! E a sala de aula é um reflexo da vida mesmo. Gostei da crônica. Para pensar... beijo

Genis Borges disse...

Oi Vanessa, sempre passo por isso nas aulas para os alunos maiores principalmente, pois se tratando de aulas de inglês sempre há uma linguagem nova nessa era tecnológica.
O importante é o professor reconhecer que não sabe tudo e os alunos entenderem que não somos os donos do saber.
Bjus e adoro tudo o que vc escreve!
Genis