23 de agosto de 2012

Por que devo ir a reunião do meu filho?

Reunião de Pais! 
Puxa para que ir a reunião do meu filho eu já sei que ele não vai repetir de ano!
Essa tal de "Progressão Continuada" não é para isso?
Se ele não vai bem, tem reforço na escola. Se ele não conseguir aprender, vai passar assim mesmo.
Então para que acompanha-lo? 

Essa não é a opinião da maioria dos pais, mas muitos deles pensam assim e por isso nunca aparecem na escola, mesmo que sejam chamados pela direção ou coordenação.


Sim, a reunião de pais e mestres não é um mero evento protocolar, que a escola organiza com o objetivo de dar algumas satisfações aos pais. "O objetivo das reuniões é compartilhar interesses e missões tendo em vista os benefícios para o aluno", define a pedagoga Isa Spanghero Stoeber, uma das autoras do livro Reunião de Pais - Sofrimento ou Prazer?, da editora Casa do Psicólogo. 

Para ela, as reuniões têm um grande poder de aproximar famílias e escolas. "Os pais recebem orientações, esclarecem dúvidas e, assim, estabelecem uma relação de confiança e cooperação com os professores." 



Como você deve ter percebido, participar das reuniões de pais e mestres é muito importante para aproximar família e escola. E estas têm de se respeitar mutuamente. Se os pais criam uma relação de competitividade com a escola, alimentando o costume de falar mal dos professores, da organização do local e das mensalidades, por exemplo, é possível que a criança também passe a desrespeitar a instituição, o que pode prejudicar seu desenvolvimento escolar. A proximidade e a confiança entre escola e família, quando transmitidas aos alunos, fazem com que eles se sintam mais seguros, aprendam mais e se relacionem melhor. 

Falar de aprendizagem, dificuldades e as situações que envolvem o crescimento da criança, também é uma condição das reuniões de pais e mestres.

Abraços
Cris chabes

4 comentários:

Juliana Reis disse...

Também acredito que a parceria entre a família e a escola é essencial. A reunião de pais existe justamente para fortalecer esse laço.
Estou lá sempre presente nas reuniões dele.
Beijão,
Ju

Vanessa Gonçalves Vieira disse...

Muito bem colocado Cris. Essa relação de comunicação entre pais, escola e professores é chave no processo de educação das crianças. e este ano vivencio a dificuldade desta ausência na pele. ( digo mais do que nos outros anos). Estou em uma turma de 2º ano que ainda não domina a leitura a maioria é fruto da aprovação automática ( ainda mal interpretada por muitos. ) a turma também, é formada por alunos que estão repetindo o 2º ano, por isso desinteressados e etc... Várias vezes os pais foram chamados à escola mas pouquíssimos compareceram... tem coisas que independem dos professores. Sem esta ponte escola família fica realmente difícil. Os alunos tendo ou não dificuldades!

Adorei o post. Beijos

Toninha Ferreira disse...

Blog de visual novo. Adorei.
Tudo que diz respeito a filhos é importante. Mesmo que seja em pequenas coisas. são coisas que jamais eles esquecem. Quando tinha tempo não perdia uma reunião agora com a falta de tempo deixo de participar de algumas mas isso não me impedi de fazer uma visitinha de surpresa na escola de cada um deles. E olhem tenho uma filha que está se formando em técnica de Enfermagem e o outro está no 8º Ano. minhas visitas eles adoram, e converso com todos os professores e coordenadores, para saber como estão. Filhos crescem mas a nossa responsabilidade é pra sempre.

Bju

Genis disse...

Eu considero muito importante que os pais participem das reuniões. Eu comecei a participar, agora que JM já está na escolinha, e gostei muito dos assuntos colocados.Pude conhecer melhor a proposta da escola para a série dele e tb conhecer a equipe escolar.
Ótimo post, Cris.
Bj grande, Genis