20 de julho de 2012

Saúde Bucal na escola!

Quando pensamos em trabalhar com os temas ligados a saúde bucal na escola, nos esquecemos do quando o lado psicológico da criança também precisa ser observado e bem preparado. Levá-lo ao dentista é muito importante, mas uma conversa anterior permite que determinados aspectos não ocasionem traumas.
É importante também para a escola observar esses aspectos.

A primeira visita ao dentista? E agora! Será que meu filho vai ficar nervoso? 
Na verdade, eu estou nervosa, tinha tanto medo de dentista na minha infância e não quero passar isso para meu filho. 
Mas quando ir ao dentista?
Logo que o bebê nasce, o pediatra é procurado para dar as primeiras orientações de cuidados gerais, carteira de vacinações e procura elucidar aquelas milhões de dúvidas sobre o recém-chegado. Mas com o dentista é um pouco diferente, a decisão fica para um futuro próximo (que pode ser distante), até haver uma necessidade ou recomendação.
Um dos primeiros momentos há ser observado é o que chamamos de  “cárie de mamadeira”, esse flagelo na saúde bucal pode trazer transtornos para toda a dentição e muito provavelmente trará sentimentos tristes e perenes nas lembranças da família.
Normalmente nas primeiras visitas o dentista realiza apenas uma limpeza e uma conversa para ambientar a crianças ao consultório. Se houver cáries é preciso que ela seja tratada o quanto antes.
Então converse com seu dentista e leve seu filho. Lembre-se a saúde bucal é fundamental na saúde geral da criança.

Abraços 
Cris Chabes

5 comentários:

Genis disse...

Oi Cris, realmente tem gente que carrega traumas de dentista durante toda a vida, porque não foi trabalhado isso na infância.
Fiz um tratamento dentário há pouco tempo e JM foi comigo. Ficou lá olhando...rsrsrs
Ele foi ao dentista qdo era bebezinho.
Bjus, Genis

Genis disse...

Lá no Sesi, onde trabalho, tem um programa que se chama Saúde Nota 10 e as crianças desde 3 anos são levadas ao dentista de lá, tudo grauito!
Bjus, Genis

Mind disse...

Em algumas escolas isso é tratado na educação infantil, é um tema levado aos alunos, porém, ainda são poucas as escolas que o dentista faz acompanhamento com as crianças.
Sabemos que por questões financeiras as crianças começam a frequentar o dentista tarde.

Muito bacana o blog de vocês, estão de parabéns!
Como podemos trocar indicações? (link)

Profª Lourdes disse...

Oi Cris!! vim retribuir o carinho da tua visita e participação no meu blog. Obrigada pelos elogios, volte sempre aquele cantinho é nosso e você sera sempre bem vinda.
Tenhos selinhos, fique a vontade e postarei na página de agradecimentos um mimo pra você espero que goste.Abraços, uma noite abençoada

Vanessa Vieira disse...

Oi Cris. Muito bom esse assunto hein. Confesso que morro de medo. (rsrs).Quando eu era pequena estudava em uma escola que tinha consultório e periódicamente a dentista nos atendia. Sempre que ela aparecia na porta da minha sala eu me escondia embaixo da mesa, mas não tinha jeito, era euzinha que estava na lista (hehe). Minha pergunta de honra, depois que ela analisava minha boca, era se ia ter que arrancar. Com o tempo a confiança foi chegando e eu ficava mais tranquila, mas concordo plenamente sobre a necessidade um preparo, de uma conversa de orientação.
um beijo enorme pra ti.