22 de abril de 2012

Pensamentos versados sobre nossa Educação


Google imagens


Um cantar à Vanessa Vieira e a todos educadores!

E onde o Gênero é Humano, uma mão sempre poderá ser o caminho de amor ao próximo

e “Caminante no hay camino. Se hace camino al andar..." nos sopra um poeta, Antonio Machado.
Portanto, com ele canto
:
Educar é viajar com os que buscam aprender
e no caminho sentir e trabalhar a própria transgressão.
Educar é perceber-se múltiplo
semente além da própria pele.
Educar é ser maestro
compor, interagir com e para alguém.
Educar é transformar, transformando-se.
Educar é afinar-se ao tempo que está no caminho,
percebendo-se ponte e travessia em mudanças.
Educar é reconhecer a mão...
E a mão que educa pega o trem ao caminhar
A mão que educa é caminho, busca e partilha
fragmentos entre teoria e prática.

A mão que educa não só carrega a mala,
reflete para onde e com quem viajará, mesmo que só tenha bilhete de ida.

A mão que educa é uma passagem verdadeira e tem duração
tem validade e feito vida não é eterna, se refaz ao andar...




E hoje compartilho com vocês estes belos versos. de Carmen Pressoto. Uma Poetisa sensível  que sempre me encanta com tuas palavras. E mais,  mostra-se sempre preocupada e com um olhar atento ao mundo que a rodeia!
Beijo Carmen 

Um comentário:

Cristiane disse...

Vocês sabem me dizer o que acham do alfabeto móvel adotado em algumas escolas? Cris