20 de novembro de 2011

Repensando Valores

 Olá pessoal,

Mais um final de semana juntos... Que coisa bacana não é verdade? Já estamos ficando íntimos... (rsrs) Pessoal, primeiramente eu gostaria de agradecer a todos que seguem o blog e que diariamente passam por aqui para conferir as novidades... A presença de vocês muito nos tem alegrado... E mais, nos dá ânimo para seguir com este trabalho que tem sido tão prazeroso... A todos o nosso Muito Obrigada... Por tantos acompanhamentos resolvi hoje fazer duas coisinhas... 

1º Oferecer a todos que passam por aqui este selinho... Um agrado pequeno mais creio é uma das formas que temos de dizer obrigada pela visita e volte sempre...Espero que gostem...



2º  Deixo um desabafo... estamos íntimos e acredito que muitos dos que passam por aqui pensam na educação de uma forma diferente... E mais pensam que somos nós os professores que temos em nossas mãos uma das chaves das portas da educação para todos... Não estou dizendo que somos, sozinhos responsáveis por ela, mas que somos parte e que como parte demos fazer aquilo que nos cabe...
Este post resultou da leitura, aqui no Educação em foco, da colaboradora  Monalisa Rocha Ribeiro de Almeida: Respeitar e ser respeitado.
Pensei muito sobre a reflexão feita por nossa amiga e ouvi vários comentários que me remeteram a ele, por isso escrevi os versos que se seguem... Não sei se complementam as palavras da Monalisa, (creio que sim), mas gostaria que novamente esse assunto fosse colocado em pauta aqui no blog para repensarmos sobre o nosso papel enquanto educadores...
Bom, agora deixo vocês com os versos e desde já peço desculpa pelas palavras que podem ser duras... como disse, é um desabafo...
Leiam, comentem... Façam-se ouvir... Abraços!!!

PENSEM UM POUCO MAIS

Não, Definitivamente não!
Valorização não significa 
Ser absolvido de seus 
deveres e direitos de cidadãos.
Não venham me convencer disso!
E cá entre nós...
Há como ser valorizado sem valorizar?
Há como ter respeito 
Sem liberar respeito?
Com certeza não!
Então não me venham 
com essa que não há valorização...
Tomem seus lugares no trem 
Arregacem as mangas...
Trabalhem, por favor!
ou não, por Obrigação...
Não cumpram apenas horários...
Depois que estiverem fazendo tudo isso
Ai sim, aceito uma conversa sobre valorização!
Olhem para o lado
Há poucos, pouquíssimos 
trabalhando de verdade!
Estes sim, devem reclamar de valores!
Mas olhe lá...
Estão trabalhando
Puxando um carro que vocês,
por escolha, também deveriam puxar...
Utopia de minha parte?
Não! Basta parar e observar
Que aqueles que muito reclamam
Pouco, ou nada, fazem para mudar a situação
Em que se encontram.
Preferem se entregar
E adotar o velho discurso
da valorização.
Me poupem...
Porque todos nós sabemos 
Que EDUCAÇÃO é mais do que isso!

Relatos de uma professora indignada

4 comentários:

Prô Cris Chabes disse...

Olá Vanessa, bom dia
Parabéns pelo post

Você falou com coração, com amor, com respeito, até com indignação, mas com razão sobre um assunto muito delicado.

Fez poesia, mas fez acima de tudo democracia, pois usou sua voz e talento para dizer:

"Quero ser valorizado sim!
Faço meu trabalho com amor e dedicação
Não faço parte daquele grupo que o faz por obrigação
Mereço respeito e consideração."

Um grande beijo e parabéns pelo post.
Beijocas
Cris Chabes

Vanessa Vieira disse...

Obrigada Cris pela leitura... Continuemos lutando pela verdadeira caminhada de nossa educação... A começar por nós... Abraços!!!! BJuss

Renata Marques disse...

Foi boa essa chamada de atenção. Quero fazer com esmero a minha parte na educação das crianças, como mãe e ser humano, e acho o trabalho dos professores um "sacerdócio" especial. Valorizo e admiro o trabalho desses que têm vocação para o ensino e o fazem por amor, antes de tudo.

Educação em Foco disse...

Miga, tu arrasa nessas suas reflexões...
Parabéns!
Genis ♥