3 de maio de 2011

Projeto: "A bicharada"


Olá queridos!

Considero essa troca de experiências tão importante na busca de uma educação de qualidade que sempre venho toda animada postar as atividades, projetos, trabalhos que já realizei.

Esse projeto foi realizado com uma turma de 2º ano quando eu ainda lecionava como professora regente do Ensino Fundamental. 

Trabalhar o tema Animais sempre desperta muito interesse nos alunos, quanto menores, maior a curiosidade e carinho com os bichinhos.

Espero poder contribuir com muitas aulas por aí!

Abraços, Profª Genis.


Estrutura do Projeto:



Período:

16 de Março à 20 de Abril

Objetivo:

Incentivar a observação dos animais e meio ambiente desenvolvendo hábitos de preservação da natureza.

Detonador:

Animais de plástico, trazidos pelo aluno Gabriel.

O que a turma sabe sobre o assunto?

·         Que os animais devem ser tratados com carinho.
·         Que os animais ajudam o homem e dão alimentos.
·         Que o cachorro protege as pessoas.

O que queremos saber?

·         Como os bichos se casam?
·         Como os filhotes nascem?
·         Como a aranha faz a teia?
·         Por que os animais são diferentes?
·         Quais os animais que nascem do ovo e da barriga?
·         Por que tem papagaio que fala e tem papagaio que não fala?
·         Por que a lagartixa anda na parede sem cair?

O que podemos fazer?

·         Desenhar muitos animais.
·         Fazer um teatro.
·         Fazer bichinhos de massinha e sucata.
·         Aprender músicas sobre animais.
·         Trazer animais de verdade.
·         Assistir o filme “Madagascar”. (Era o filme em evidência na época)

Produto Final:

·         Exposição no pátio da escola para os alunos da Ed. Infantil, Alfa ao 5º ano, pais e funcionários do Sesi.

Fontes de consulta:

·         Livros.
·         Revistas.
·         Internet.

Avaliação do professor:

·         Observações ao decorrer do projeto: atividades em grupos para criação de objetos, cartazes e desenhos; debates e a participação em todo o processo de organização da “Exposição da bicharada”.
·         Produção de textos: atividades de escrita livre e dirigida ( através de temas ).



 Exposição da Bicharada

O que será exposto:

  • Animais construídos com sucatas;
  • Animais feitos com massinha de modelar;
  • Livro confeccionado pelos alunos “Curiosidades  sobre os animais”;
  • Galeria de fotos;
  • História ilustrada “Tilico, o jacaré de parede”;
  • Maquete;
  • Cartaz “Arca de Noé”;
  • Dobraduras;
  • Animais de “verdade” em vidros: cobras, escorpião, morcego, minhocas, caramujo, lagarto, aranha caranguejeira e barata d’água.
  • Peixes em aquário e jabutis ( ficaram livres, passeando pela exposição );
  • Cartazes diversos com: desenhos, pequenas produções, pesquisas e colagens;
  • Materiais usados para nossa pesquisa.



                         Tilico era uma lagartixa macho, meio transparente, com uma mancha na barriga. Ele nascera no mato, no tronco de uma velha árvore, e viveu por ali até que ficou adulto. Aí resolveu que era hora de conhecer o mundo. Encontrou-se com outras lagartixas mais vividas e viajadas. Perguntou como era o mundo fora do mato. Uma lagartixa, já bem velha, disse que era tão perigoso como na floresta. Falou das casas onde morara, do risco que correu e assim aguçou mais a curiosidade de Tilico.



Tilico começou sua caminhada. Estava no tronco da décima segunda árvore, quase perto da cidade, quando uma coruja, pousada no galho de um pinheiro em frente disse:
- Vejam só que petisco maravilhoso! Uma lagartixa geladinha.
- Calma dona Coruja, não se apresse pra me comer. A senhora não sabe nada sobre mim.
- Ah, essa não. Não sei nada? Você é um insignificante jacaré de parede, só isso. Tem mais, eu não preciso saber nada sobre os bichos dos quais eu me alimento. Eu quero apenas comê-los.
Tilico estava preocupado. Bastava a coruja dar um pulo e ele cairia nas suas garras. Como entretê-la enquanto elaborava um plano de fuga? Pensou e se saiu com essa:
- Você não deve me comer porque eu sou um animal útil, sou insetívoro, controlo as pragas...
- Grande coisa – interrompeu a coruja – todos os animais são úteis, até o urubu, mas lembre-se que existe a cadeia alimentar e você faz parte da minha.
Tilico argumentou:
- Meu gosto é horrível. Você terá indigestão, diarréia e outras complicações. Ficará doente e não poderá cuidar dos seus filhotes.
- Deixa de conversa mole, lagartixa, eu me alimento de roedores, aves, répteis e insetos e nunca tive indigestão.
- Viu? Eu tenho razão. Eu não sou nenhum desses que você citou. Você não disse lagartixa.
- Pode parar com a conversa fiada, você sabe que é um réptil e como tal está no meu cardápio.
Tilico já não tinha mais argumentos para retardar o ataque da coruja. Então recorreu à estratégia que a natureza lhe ensinou. Quando a lagartixa está em perigo, ela fica parada e desprende o rabo que cai no chão e se remexe por alguns minutos. Isso confunde o atacante e dá tempo de escapar.
Foi isso que Tilico fez. Enquanto a coruja voava na direção do rabo se mexendo, ele escorregou para um vão no tronco e ficou aguardando o momento de sair. Ficou triste com a perda daquele lindo rabo que era seu orgulho. O importante é que ele estava vivo para realizar o seu sonho. Conformou-se:
– Que mal há nisso – disse para si mesmo - afinal o rabo só demora duas semanas para se regenerar. 


6 comentários:

Grazi, mãe do Principe disse...

Lindo Genis adorei

melissa disse...

Muito legal!Provavelmente falaremos sobre animais no próximo semestre e vou aproveitar suas dicas!Bjs

Mônica Gervason disse...

Oi querida
Amei seu projeto!
Beijinhos
Mõnica

Genis disse...

Obrigada meninas!

Regina Gregório disse...

Genis você sempre arrasa com seus posts, A-MEI e já vou levar para minha sala esse projeto. Parabéns querida!!!

Prô Cris Chabes disse...

Que delicia de projeto
Como sempre contribuições maravilhosas.
E como sempre vou guardar e compartilhar com as amigas.
Beijocas
Cris Chabes