29 de abril de 2011

O jogo como recurso na educação

O jogo na educação das crianças

No post anterior falei sobre o uso do jogo como recurso na alfabetização. Leia aqui

De acordo com o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil “no ato de brincar, os sinais, os gestos, os objetos, os espaços valem e significam outra coisa daquilo que aparenta ser. Ao brincar as crianças recriam e repensam os acontecimentos que lhe deram origem, sabendo que estão brincando”, em outras palavras, através do brincar, a criança tem em suas mãos a possibilidade de lidar estabelecer relações com os outros e com ela mesma.


Assim, cabe ao professor perceber que a prática pedagógica deve atender às reais necessidades das crianças, porque desde pequenas, elas apresentam atitudes de interesse em descobrir o mundo que as cerca, e podem realmente construir o conhecimento. Portanto,
partindo dessas premissas, o presente artigo busca demonstrar como os jogos estão inseridos no trabalho pedagógico, realizado na Educação Infantil, mais precisamente em uma sala de pré do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) no município de Imbituva, com alunos de 5 a 6 anos, verificando como eles se manifestam na prática do professor e com quais objetivos.

É evidente que, tanto os jogos quanto as brincadeiras inseridas no contexto escolar, auxiliam na formação integral do educando, que se desenvolve de acordo com os estímulos  vindos da realidade vivenciada. Sendo assim, brincar é indispensável à saúde física, emocional e intelectual de qualquer criança e, se utilizados corretamente, são excelentes instrumentos de aprendizagem. Porém, a introdução destes, no ambiente Pré-escolar, implica em uma revisão de conceitos e atitudes por parte dos educadores. Compara-se por meio das teorias que o brincar é mais do que uma atividade com conseqüências significativas e formativas para a criança.

O valor pedagógico dos jogos é incontestável, as brincadeiras e os jogos são atividades indispensáveis para o desenvolvimento da criança. É por meio do brincar que ela pensa e reorganiza as situações cognitivas que vivencia. Portanto, na Pré-escola, os jogos podem ser utilizados pelo professor de forma espontânea ou dirigida, a fim de propiciar a aprendizagem, tornando-se necessária uma reflexão por parte de todos os sujeitos envolvidos com a Educação Infantil.

Brincar é fonte de lazer, mas é, simultaneamente, fonte de conhecimento; é esta dupla natureza que nos leva a considerar o jogar e brincar parte integrante da atividade educativa. Brincando a criança desenvolve a imaginação, fundamenta afetos, explora habilidades e, na medida em que assume múltiplos aspectos, fecunda competências cognitivas e interativas”. Nesse sentido, além de possibilitar o exercício daquilo que é próprio no processo de desenvolvimento aprendizagem, brincar é uma situação em que a criança constitui significados, sendo uma forma,tanto para a assimilação dos papéis sociais e compreensão das relações afetivas que ocorrem em seu meio como para a construção do conhecimento.


Segue abaixo uma relação de links que podem contribuir com sua prática na sala de informática de sua escola ou com algumas idéias para suas aulas.



5 comentários:

Gllauce Brandão disse...

Olá, parabéns por mais um post de sucesso!
É através do jogo que a criança vivencia, experimenta práticas e regras sociais, além de ser algo lúdico e prazeroso, em que vemos o brilho nos olhinhos de cada aluno.
Adorei! Bjs...
Passem lá no meu cantinho e sigam: www.magiadaeducacao.blogspot.com/

Vanessa G. Vieira disse...

Olá Cris, Que maravilha de post. Que bom seria se todos os professores tivessem essa consciência sobre a importância da brincadeira... Nossas pré- escolas seriam bem mais alegres. Adorei o post Cris, maravilhoso como sempre!

Genis disse...

Mas as crianças precisam brincar!!!!!!!!!!!!

Cris, trabalhei em uma escola que o que menos as cças faziam era brincar. Eu num aguentava... era cuspe e giz o dia inteiro... coitadinhas...

Amei seu post!

Bjks.

Genis disse...

Só mais uma coisinha...rsrsrs

"Brincar é fonte de lazer, mas é, simultaneamente, fonte de conhecimento".

Todos os profes precisam saber disso e colocar em prática!!

Regina Gregório disse...

Tão fundamentais ao ser humano como o alimento que o faz crescer são os brinquedos e os jogos. Vão muito além do divertimento. Servem como suportes para que a criança atinja níveis cada vez mais complexos no desenvolvimento sócio-emocional e cognitivo.
Adoro seus posts Cris.
Beijos
Regina