3 de fevereiro de 2011

Projeto: "Ser criança hoje é..."


- Projeto realizado com o 5º ano de escolaridade.

Confeccionamos um livro chamado "Ser criança hoje é..."
Cada tema foi feito em uma folha de ofício e depois todas juntas foram encadernadas. Cada aluno entregou o trabalho em forma de livro.
Todos os livros ficaram ótimos e os alunos simplesmente amaram fazer.
No dia da entrega do trabalho pedi para que cada aluno escolhesse dois temas que gostaria de ler para os colegas.
Esse trabalho é uma ótima oportunidade para que tanto o professor quanto os alunos se conheçam melhor.
Eu também participei da atividade e conversei com os alunos sobre todos os temas, relatando episódios vividos por mim.
Os alunos gostaram e divertiram. Pudemos fazer uma comparação entre o "meu tempo" e o "tempo deles".


Ser criança hoje é.... Crie um slogan. Pense em tudo o que envolve ser criança nos dias de hoje, tanto as coisas legais como as coisas chatas. E resuma tudo isso em uma frase curta e marcante.


Quando eu crescer Você já deve ter ouvido uma perguntinha assim: "O que você quer ser quando crescer?" O que você responderia sobre o seu futuro? Você não precisa pensar só sobre profissão, coisa do mundo dos adultos. Mas terá que explicar bem sua escolha.

Sonhando Você já se pegou desejando muito alguma coisa? Então conte qual é o seu maior sonho. E não precisa ser um sonho possível, não! Basta você explicar por que pensa tanto nisso e se está fazendo alguma coisa para realizá-lo.

Coisas irritantes O que mais irrita você no dia-a-dia? Pode ser em casa, na escola, no condomínio, na cidade, no país, na TV... Explique o motivo e tam­bém o que poderia ser feito para mudar essa situação: uma dica, uma sugestão, um plano.

Isso me dá medo Todo mundo tem medo de algu­ma coisa: barata, trovão ou ladrão! E você: tem medo de quê? Conte qual é o seu maior medo, algo que às vezes até atrapalha. O medo pode ser de coisas reais ou de coisas que estão na sua imaginação.

Encucação Quais são as coisas que mais preocupam você no mundo? Pode ser ligado ao ambiente, ao futuro, ao país, em casa, na rua etc. Depois de explicar bem qual é a sua maior encucação (preocupação), sugira uma maneira de resolver o problema.

O que falta lá em casa Se nem tudo é perfeito onde vo­cê mora, conte pra gente o que realmente falta na sua casa. Mas preste atenção: a falta pode ser de coisas mesmo (comida, brinquedo, por exemplo), de sentimentos, de tempo. E por que você acha que isso acontece?

Meu maior tesouro O que é mais precioso na sua vida? Ao responder a essa questão, não pense apenas em coisas materiais, como a coleção de jogos de botão que você herdou de seu avô ou as bonecas que sua mãe guardou para você. E justifique sua escolha.

Meu esconderijo Tem gente que gosta de ficar embaixo da cama, tem gente que prefere subir na árvore. E você, qual é o seu cantinho preferido? Por que você gosta tanto dele? Você vai para lá só quando está triste ou fugindo de alguma coisa? O que você guarda lá?

Um dia pra lá de especial Qual foi o dia mais especial na sua vida? Ele pode ter acontecido recentemente ou há algum tempo. Por que essa data marcou a sua vida? Mas não esqueça: conte todos os detalhes desse momento tão marcante.

Bate-papo Sobre o que você mais gosta de conversar com os seus amigos? Quero saber, além de qual é o seu assunto preferido e por que ele é tão especial, em que momento você discute isso com a galera: no intervalo da aula, no fim de semana, no MSN?

Meu ídolo Quem você admira muito? Pode ser alguém do mundo da música, da TV, das histórias em quadrinhos, dos desenhos animados, de casa, da escola, do mundo. Mas não basta indicar o nome. Você tem de falar um pouco sobre ele e justificar sua escolha.

Minha família Você tem um (a) irmão (ã)? Dois, três ou mais? Conte a história mais engraçada que já aconteceu em casa envolvendo você e seu(s) irmão(s).

Na escola, meus colegas... Eles são legais ou um problema para você? São companheiros para todas as horas? Dividem segredos ajudam quando é preciso, brincam no recreio? Ou deixam você de es­canteio e inventam apelidos ou brincadeiras sem graça?

É o bicho! Se você tem um bicho de estimação, você já deve ter se metido em apuros com ele. Pode ser o dia que ele fez xixi no sapato do síndi­co do prédio ou quando ele aboca­nhou o prato especial que sua mãe preparou. Conte como essa história acabou!

Ele é adulto, mas é legal Aqui é sua chance de contar a história de alguém um adulto que seja bastante importante na sua vida. Explique direitinho quem ele (a) é e dê razões para entender por que ele (a) é uma pes­soa tão especial.

É brincadeira! De que você gosta de brincar? Por que essa brincadeira é tão le­gal? Em quais momentos você gos­ta de brincar assim? Além de res­ponder a essas perguntas, conte em detalhes como funciona essa brincadeira para quem não conhece.

Brinquedo preferido Conte tudo sobre o seu brinquedo preferido: quem deu, quando ganhou, como funciona, uma história divertida ou triste sobre ele. E não se esqueça de explicar por que ele é especial, o seu preferido.

Que viagem! Qual foi a melhor viagem da sua vida? E por que você gostou tanto? O que foi melhor, o lugar ou quem estava junto com você? Não esque­ça de contar detalhes de tudo e inclua uma foto dessa sua aventura, se não for possível, ilustre.

4 comentários:

Prô Cris Chabes disse...

Olá Genislene, como sempre você contribuindo com mais um excelente trabalho.

Olha que projeto fantástico!
Você trabalhou com eles no 5o. ano, mas é bem possível adaptar para outras séries. Que lindo!
Um projeto assim proporciona uma maior interação entre os alunos e o professor e até com todos os funcionários da escola.
Essa proximidade enriquece e pode contribuir na formação de cada um, ainda mais na nossa formação de professoras.
Vou copiar, viu!!
Beijocas
Cris Chabes

Carla Pathy disse...

Oi Genis!

Trabalho excelente e criativo!!!!
Concordo com a Cris, é perfeitamente possível adaptá-lo para outras séries! Amei e vou guardar!!! Quem sabe não adapto para meus pimpolhos de alfabetização???
Beijinhos!

Vanessa G. Vieira disse...

Adorei o projeto Genis! Não há coisa melhor do que proporcionar diversão através da escrita. Não tenho dúvida que é isso que falta para que essa "galerinha" possa mostrar que na verdade eles se interessam pelas coisas (leitura), porém faltam-lhes oportunidades para demonstrar isso! Seu trabalho é belíssimo! =) Grande beijo!

Aninha disse...

Amiga tem um selinho para você.